Tag Archive for: peter v. brett

leituras

14 Mai
14.05.2016

Não escrevo sobre todos os livro que vou lendo. Motivos?

    1. esquecimento
    2. nada a dizer porque não gostei
    3. nada a dizer apesar de ter gostado
    4. e principalmente porque não me apetece

Exemplos:

  • Southern Bastards #1 – Jason Aaron e Jason Latour (gostei)
  • Odd John – Olaf Stapledon (não gostei. não terminei)
  • O Último Europeu – Miguel Real (não gostei. não terminei)
  • Tales of the Wold Newton Universe – Philip José Farmer (gostei)
  • Uma Conspiração de Estúpidos – John Kennedy Toole (enfim!)
  • Almanaque do Dr. Thackery T. Lambshead de Doenças Excêntricas e Desacreditadas – Vários (não gostei. não terminei)
  • O Cemitério de Praga – Umberto Eco (não gostei. não terminei)
  • O Oceano no Fim do Caminho – Neil Gaiman (gostei)
  • O Fogo – Katherine Neville (não gostei. não terminei)
  • A Dance With Dragons – George R. R. Martin (cansei-me. não terminei)
  • Álbum Negro – Hanif Kureishi (gostei)
  • The Skull Throne (Demon Cycle, #4)- Peter V. Brett (gostei)
  • O Caso Jane Eyre – Jasper Fforde (gostei)
  • Perdida Num Bom Livro – Jasper Fforde (gostei)

entre muitos outros…

Talvez comece, apenas, a fazer uma lista mensal: ou talvez não!

a guerra dos tronos

25 Jul
25.07.2011

“A Guerra dos Tronos”, de George R. R, Martin, foi lida depois de ser ameaçado?/aconselhado por uma pessoa da minha tm no Twitter.
Lidos os dois livros da Saída de Emergência que compõem a “A Guerra dos Tronos” (“A Guerra dos Tronos” e “A Muralha de Gelo) fiquei com a ideia de que não devo continuar a ter ideias preconcebidas sobre fantasia – ainda há muito boa fantasia por aí; já devia ter descoberto isto com a leitura da obra “O Homem Pintado”; não deveria ter esquecido estas palavras

Esta obra (“O Homem Pintado”) reconciliou-me com o género.

Contudo, mais vale tarde do que nunca.

Pouco tenho a dizer sobre “A Guerra dos Tronos” que não tenha já sido dito; esta entrada serve, assim, mais para diário de leitura.

update:
ah! pois. não coloquei a opinião.
Adorei. Adorei. Onde estava eu para ainda não ter lido isto? escondido certamente!!

fantasia

27 Jun
27.06.2011

Li as obras de J. R. R. Tolkien (principalmente “The Lord of the Rings”), de Robert Jordan (“The Wheel of Time”), de Sara Douglass (“The Axis Trilogy”) e comecei a cansar-me de ler fantasia em qualquer dos seus géneros.

Apesar deste cansaço (e também desalento) ainda fui atacando algumas obras:

  • The Redemption of Althalus
  • A Saga do Rei Dragão
  • A Canção de Albion
  • The Chronicles of Amber

e outras que estão espalhadas, aleatoriamente, pelas estantes.

Cheguei, contudo, a uma dada altura que arrumei a fantasia das minhas leituras e apesar de ler muitas críticas positivas sobre dadas obras, certos escritores isso nunca foi motivo suficiente para pensar segunda vez no assunto.

Fui explorando outros “universos”, mas sempre fiel à banda desenhada e à ficção cientifica – casei com isto.

A mudança de prespectiva ocorreu com a leitura da obra “O Evangelho do Enforcado” e na sequiosa necessidade de peregrinação ao Fórum Fantástico 2010.

Assim, fui como que obrigado a comprar “O Homem Pintado” de Peter V. Brett que me reconciliou com a fantasia.

George R. R. Martin (alguém da minha tm no twitter “obrigou-me” a tirar o livro da estante) foi um must e senti-me um adolescente a recordar as leituras de Sir Walter Scott, Théophile Gautier, Alexandre Dumas; acho-me, agora, devidamente temperado para mais fantasia.

a lança do deserto

07 Dez
7.12.2010

O segundo livro do ciclo “A Noite dos Demónios” é o espectacular “A Lança do Deserto”. São 738 páginas de uma escrita cativante na qual a história e as personagens são servidas numa bandeja de ouro.

peter v. brett no fórum fantástico 2010

peter v. brett no fórum fantástico 2010

Peter V. Brett com “A Lança do Deserto” superou-se; toda a trama está consistente e de tal forma bem delineada – nada é deixado ao acaso – que não temos momento mortos, palavras desnecessárias. Ansiamos pelo encontro de Jardir e Arlen e estamos do lado de um ou do dois apesar de cada um ter uma motivação própria e à primeira vista antagónica.

“A Lança do Deserto” deixou-me um sorriso de enorme satisfação. Custa ter de esperar pelo próximo livro do ciclo.

Reparei que no decorrer da leitura tinha os dedos com “brilhantes” e agora que escrevo estas poucas linhas descubro o motivo. O título na capa está ligeiramente apagado. A palavra deserto já não tem as últimas 4 letras. Não foi uma boa escolha gravar o título em “prata” que se dilui nas mãos.

o homem pintado

06 Dez
6.12.2010

Esta obra de Peter V. Brett é suculenta. Tem tudo o que eu esperava e muito mais. Tristemente demorei muito tempo a comprar o livro não apenas porque era sempre preterido em favor de obras que sabia desde logo que me agradariam, mas, igualmente, pelo facto de estar desiludido com a literatura de fantasia de uma forma em geral – muito fraca. Esta obra reconciliou-me com o género.

O mundo criado é muito cativante. As personagens estão bem construídas. O enredo obrigou-me a continuar leitura até à ultima palavra. O ciclo “A Noite dos Demónios” é iniciada com “O Homem Pintado” e continua com “A Lança do Deserto”.

Não esqueço que fui como que forçado a investir no livro devido ao Fórum Fantástico 2010 no qual Peter v. Brett foi um dos convidados.

© 1999.2018 porta VIII. todos os direitos reservados. alimentado pelo wordpress | alojamento por oitava esfera