Tag Archive for: polvo

it looks like your post might be in violation of our community guidelines and is now hidden

06 Jan
06.01.2019

A plataforma Tumblr com o objectivo de limpar conteúdo adulto, racista, etc… iniciou uma purga à velocidade da escuridão.

Eu que sou um tipo para o sossegado também vi uma série de posts vítimas desta limpeza – censura a 110%. Os exemplos vão desde moi a fazer uma tatuagem, até ao rabisco da cabeça de um pirata, passando pela imagem de um cachorro-quente. Exemplos para toda a família.

Curiosamente esta imagem não viola as regras da comunidade. Fantástico!

pedaços de polvo

03 Out
03.10.2012

Gosto de fotografar comida. Podia ter uma tara pior.

que é feito do meu natal?

10 Abr
10.04.2011

Enquanto espero pela continuação do excelente Asteroid Fighters descobri no stand Lobo Mau (Anigamix) um álbum (“Que é feito do meu Natal?”) das Edições Polvo a pedir para ser comprado e assim foi.

“Que é feito do meu Natal?” de Rui Lacas peca pelas suas poucas páginas (apesar de entender que são as suficientes para contar a história, mas também se compreende que se queiram sempre mais – é a gula das vinhetas!). De linhas firme, a preto e branco Rui Lacas traça com uma qualidade gráfica invejável a melancólica história de um qualquer Sr. Zé perdido de si; embrulhado numa vida que o abalroou à muito tempo; e enquanto percorre, aparentemente sem rumo, uma Lisboa inumana (sem alma), descobrimos que o seu tormento, quiçá simbolizado pela vinco em cruz vincado na sua testa, o empurrar para o desejo de se matar pode ser superado.

“Que é feito do meu Natal?” é uma história triste com laivos de esperança; acaba por isso de ser um hino à vida, mesmo quando atribulada.

Adorei este registo completamente diferente do Rui Lacas da aventura gráfica “Asteroid Fighters”.

o amor infinito que te tenho

04 Abr
04.04.2011

“O Amor Infinito Que Te Tenho e outras histórias” de Paulo Monteiro (edições Polvo) foi uma das compras efectuadas no Anigamix 2011.
É o único livro que foi “rabiscado” pelo autor (pessoa de extrema simpatia); autor de grande talento para contar histórias.

# O fantástico da obra “O Amor Infinito Que Te Tenho e outras histórias” é que pode ser apenas lida; os textos são profusamente poéticos e valem per se.

rabisco de paulo monteiro

# O fantástico da obra “O Amor Infinito Que Te Tenho e outras histórias” é que também oferece ao leitor a poesia embrulhada em banda desenhada. E neste arranjo (textos + imagens) temos histórias de uma ternura imensa nas quais o autor se entrega e se expõe (se confessa?).

É preciso coragem para escrever, e a coragem cresce mais pelo nosso próprio exemplo que pelo exemplo dos outros. É preciso coragem porque escrever é confessar.

Brian W. Aldiss

As histórias podem contar apenas um sonho? kafkiano, ou serem metáfora contra a guerra, ou até um retrato de diversos quotidianos (nossos e do autor).
É uma obra cuja leitura e releitura se recomenda.

paulo monteiro e mim (em pose maluca!)

paulo monteiro e mim (em pose maluca!)

olhosssssssssssss

24 Jan
24.01.2011

olhossssssssss da besta!

mais olhos

24 Jan
24.01.2011

Mais olhos da besta! O polvo controla o mundo ou não?!

o polvo

01 Mai
01.05.2010

A minha mãe preparou-me esta pequena surpresa.
Um polvo para ser alvo da minha objectiva.

© 1999.2019 porta VIII. todos os direitos reservados. alimentado pelo wordpress | alojamento por oitava esfera
beam me up, scotty!