Artigos

mosquito

Mosquito apanhado no metro da cidade do Porto.

all-girlz banzai!

All-Girlz Banzai! (número 3) com trabalhos das mangakas Joana Lafuente e Selma Pimentel, editado pela Arga Warga, foi mais uma das minhas boas compras no Iberanime OPO 2010; agora só me falta adquirir os 2 primeiros volumes.
As histórias e os desenhos acompanham adequadamente o estilo de cada história. Infelizmente preciso de ler os primeiros dois All-Girlz Banzai! para entender a primeira história apresentada.

Sem dúvida um bom fanzine em todos os aspectos – até a gramagem do papel surpreendeu-me.

devo estar a fazer anos?? acho eu? oops já fiz!!

aqui estou eu

Lá fiz 4? – um homem sério nunca diz a sua idade, fornece indicações…. deixa pistas.

De qualquer forma é uma boa idade de dupla vintage e como tal sinto-me com um bom vinho do Porto: saboroso, sensual e suavemente avantajado nos aromas.

Aqui ao lado sou eu mesmo com um bigode. Foi-me exigido que desfizesse a “babara” para poder receber beijos apetitosos de parabéns; em acesso diabólico deixei aquela penugem que o meu filho fez ontem questão de fotografar quando estava a descansar depois de umas compras de bd (poucas…) na Fnac.

stairs ii

apenas umas escadas.

o mar em casablanca

«Não cheguei a morrer?», perguntou ele.
«Não. Não foi o suficiente.»

página 107

Li este livro empurrado por uma critica do Jornal de Letras e foi uma leitura bastante agradável.

O Mar em Casablanca é antes de mais um romance policial – temos dois assassinatos e uma investigação policial, para se transformar, também, numa autobiografia de Jaime Ramos. Aqui os crimes servem um propósito superior, que vai muito para além de descobrir o(s) culpado(s); são o motivo de uma viagem pela memória de Jaime Ramos – que está a ficar velho. E o Douro, o Vidago, Angola e Guiné, Casablanca e Venezuela são os espelhos das recordações que Jaime Ramos nos dá a conhecer.

A escrita é de uma doce melancolia que nos faz de um trago mergulhar perdidos no nevoeiro do Douro para de seguida nos resgatar com o cheiro de uns filetes de sardinha.

O Mar em Casablanca é um livro que se revela a cada página.

arma branca

Há algum tempo comentei com um conhecido que o blog o Pobo do Norte estava a desiludir-me. Gostei na altura que o descobri da verticalidade nos artigos.
Entendi, entretanto, que os posts começaram a ser tendenciosos. E este entendimento vale pelo que vale. É pessoal.
Mas, mesmo assim, continuo com a subscrição do Pobo do Norte em RSS, porque é um bom blog do Norte.

Quanto às armas brancas, a única que possuo é uma imagem de Nossa Senhora, oferecida, curiosamente por Margarida Prieto, nos tempos da capelinha da Luz, que me protege sempre que tenho de ultrapassar a Ponte Luiz I e entrar em terras do demo.

E ainda bem. Porque os comentários, como o supra citado, relacionados com o post No Shame Boys são pérolas autênticas. Dei umas boas e saudáveis gargalhadas.

panem et circenses

Só os políticos para me darem vontade chorar de raiva.
Felizmente tenho o SLB para me fazer rir e o FCP para me dar que sonhar – apesar de não saber o que se passa no mundo do futebol.

O secretário de Estado da Juventude e do Desporto afirmou hoje que o subsídio de dois milhões de euros atribuído ao piloto Tiago Monteiro foi um “acto normal” e serviu para “apoiar participação de Portugal na Fórmula 1”.

arrisca-te

Arrisca-te. – disse ele com aquela petulância difícil de disfarçar e que caracterizava os seus piores momentos. Momentos que ocorriam em apenas três situações. Quando o Porto perdia ou quando o Benfica ganhava. E nas raras vezes que prendia os reduzidos testículos ao fecho das calças. Aquela mania de andar quase in natura tinha os seus riscos.
Não te sentes melhor? – insistia ele.
Inicialmente pensei que ele estava a discorrer frases pelo prazer de se ouvir, ou melhor, pelo prazer de se escrever. Erro meu. Erro obtuso. Ele estava sistematicamente a me provocar.

dom luis bridge

content from wikipedia

The Dom Luís I Bridge (Portuguese: Ponte de Dom Luís I), or Luís I Bridge, is a double-deck metal arch bridge that spans the River Douro between the cities of Porto and Vila Nova de Gaia in Portugal. At its construction, its 172 metres (564 ft) span was the longest of its type in the world.

exposição star wars

Fui e ele, o sujeito bué de robusto, para o forte, gordo, ver a exposição Star Wars à Exponor.

Ele levou a SUA máquina e as fotos dos nerds ainda estão com ele.

E nestas coisas é mais fácil enfiar um camelo pelo buraco de uma agulha do que ver as fotos.

Pode ser que esta exposição anónima, mas pública sirva de alguma coisa. Não disse o nome, mas aponto é ELE!??!