Tag Archive for: quotes

21 Fev
21.02.2020 Quando digo que amo o deserto, estou a dizer que amo o quê? A areia ardente de dia e gelada de noite? As muitas e variadas formas das dunas? O céu estrelado e a Lua enorme, como um astro vivo e erróneo? A solidão? O vazio? Talvez só ame o conceito de deserto, e talvez o ame porque quero ser como ele. Amo o deserto porque é o lugar da possibilidade absoluta: o lugar em que o horizonte tem a amplitude que o homem merece e de que necessita. O deserto: essa metáfora do infinito.
O Amigo do Deserto de Pablo d’Ors (pág. 84)

20 Fev
20.02.2020 No deserto pode-se caminhar durante dias, semanas e até meses sem ver outra coisa além de areia; ora bem, chega sempre 0 momento em que aparece um oásis maravilhoso que convida a parar e reabastecer. Por mais duro que seja o trajeto que leva a um oasis, qualquer oásis merece sempre o esforço do caminhante.
O Amigo do Deserto de Pablo d’Ors (pág. 161)

18 Fev
18.02.2020

Logo que os ódios rebentam, todas as reconciliações acabaram.

Denis Diderot

11 Fev
11.02.2020 (…) Também eu, devo dizê-lo, estou convencido de que o espírito do humanismo acabará por triunfar, mas receio bem que ao mesmo tempo o mundo seja um grande hospital e cada um dos homens o enfermeiro do outro.
Viagem a Itália de Johann Wolfgang von Goethe (pág. 414)

11 Fev
11.02.2020 (…) Não é mudar de sítio para sítio que nos mantém vivos. É ter o tempo do nosso lado. Trabalhar com ele, não contra ele.
Os Despojados de Ursula K. Le Guin (pág. 261)

06 Fev
06.02.2020 (…) Quem é que não sabe como a leitura apressada de um livro que irresistivelmente nos atrai pode ter a maior das influências sobre a nossa vida, tão decisiva que depois a releitura e a reflexão pouco mais podem acrescentar àquela impressão?
Viagem a Itália de Johann Wolfgang Von Goethe (pág. 251)

Tenho a mesma opinião.

27 Jan
27.01.2020 As tardes aqui morrem bruscamente, violentamente, num largo incêndio que depressa se defaz em cinza e em melancolia.
Nação Crioula de José Eduardo Agualusa (pág. 67)

26 Jan
26.01.2020 Um gato, contudo, não conta como companhia. Não se tem a companhia de um gato. Partilhar a casa com um gato é uma forma elegante de solidão.
A Sociedade dos Sonhadores Involuntários de José Eduardo Agualusa (pág. 161)

thornton niven wilder

23 Jan
23.01.2020

Thornton Niven Wilder (1897 – 1975) was an American playwright and novelist. He won three Pulitzer Prizes—for the novel “The Bridge of San Luis Rey”, and for the plays “Our Town” and “The Skin of Our Teeth” — and a U.S. National Book Award for the novel “The Eighth Day”.

Wikipédia

Noventa e nove porcento das pessoas do mundo são tolas e o resto de nós está em grande perigo de contágio.
The Matchmaker de Thornton Niven Wilder

22 Jan
22.01.2020 Nessa noite fui nadar. Nadei durante mais de uma hora, sob o olho único de uma Lua imensa. Nadei até que as luzes, na praia, se misturaram à confusa torrente de estrelas. Então, estendi-me de costas, a flutuar, puxado para o alto pela força da Lua. Se ela estivesse um pouco mais perto talvez me arrancasse da água. Eu ficaria levitando, um corpo solto, entre as estrelas e o mar.
Hossi esperava por mim, sentado na areia.
— Nunca sei se voltas.
— Nunca sei se volto. Mas sempre que volto, maninho, volto mais livre.
A Sociedade dos Sonhadores Involuntários de José Eduardo Agualusa (pág. 135)

© 1999.2020 porta VIII. todos os direitos reservados. alimentado pelo wordpress | alojamento por oitava esfera
beam me up, scotty!