Artigos

harmonias

Conforme o sol se ia diluindo no mar os corvos que sobrevoavam ruidosamente a Casa da Bruxa iam sendo pintados de laranja, vermelho, violeta – um caleidoscópio de cores. Quando a escuridão pintou a noite de negro fechei os olhos e deitado sobre a areia da praia adormeci embalado pela harmonia sonora das ondas e pelo crocitar fantasmagórico dos corvos.

1g degussa barra de ouro

Lembrei-me que sou possuidor de uma barra de ouro – 1g apenas 🙂 – em formato paisagem com o logotipo Degussa sol-lua.

Sei que comprei isto no antigo Banco Português do Atlântico. O ano correcto não me recordo, mas deve andar pelos 1997/1999.

de lado – 0100

A esteticista informou-me que a razão para não ficar moreno é devido a ter demasiados pêlos. Estes acabam por fazer sombra à pele.

from the perverse mind of paulo brito

barbaridade

Entrei no apartamento. Sentia-se a atmosfera pesada, como se o local soubesse que ali tinha sido cometido um crime.

Antes de entrar no quatro já se ouvia a azáfama da equipa forense. Apesar de ter visitado muitos cenários de crimes hediondos nunca deixo de ficar chocado com a capacidade humana para a crueldade. O que deparava perante os meus pés era o crime dos crimes. Uma bíblia foi desventrada por um punhal. Deu para perceber que proporcionou luta: diversas páginas estavam rasgadas, ainda coladas ao miolo, outras páginas encontravam-se espalhadas pelo chão – barbaridade.

flamingos no quênia

Lago Nakuru é um dos três lagos inter-relacionados província do vale do Rift, no Quênia. Estes lagos são lar de 13 espécies de aves globalmente ameaçadas e algumas das diversidades de pássaro mais altas do mundo. Uma característica absolutamente incrível do Lago Nakuru são as grandes reuniões de flamingos. Durante esse fenómeno, é possível encontrar duas espécies diferentes de flamingos: o “Greater Flamingo” e o “Lesser Flamingo”.

wiki culturama
wiki culturama
wiki culturama

Os lagos de soda, superficiais e corrosivos, situados perto de Naivasha e Nakuru, eram justificadamente famosos pelos seus flamingos. Os flamingos menores reuniam-se no lago Nakuru, os maiores no lago Natron. Avistei enormes manchas cor-de-rosa no lago Elmenteita: milhares de aves. Alimentavam-se nos seus baixios, de cabeça inclinada, fazendo oscilar os graciosos pescoços; arrastavam o bico pela água e picavam os alimentos.
Os turistas só viam estes pássaros encantadores e nada sabiam acerca do padre Kaiser ou das forças obscuras do Quénia que o tinham liquidado.

Viagem por África de Paul Theroux (página 245)

pirâmides núbias

photographer: b n chagny

As Pirâmides núbias são estruturas piramidais que foram construídas pelos governantes do antigos reinos de Cuxe. Cerca de 255 pirâmides foram construídas em três regiões da Núbia durante um período de algumas centenas de anos para servir como túmulos para os reis e rainhas de Napata e Meroé. A primeira delas foi construída no local de el-Kurru, incluindo os túmulos de Cáchita e de seu filho Piiê, juntamente com os sucessores de Xabaca, Xabataca e Taraca. Quatorze pirâmides foram construídas para as suas rainhas, sendo que várias delas eram renomadas rainhas guerreiras. Isto pode ser comparado com cerca de 120 pirâmides muito maiores, que foram construídas no Egipto Antigo, durante um período de 3000 anos.

Wikipédia


As pirâmides sudanesas, vestígios funerários do reino de Cuxe, eram numerosas — cerca de 35, sobre uma plataforma de arenito. Mais pequenas e mais íngremes que as de Gizé, vistas ao pé parecem uma série e saleiros art déco, e um pouco mais ao longe uma fileira de presas de animais fixadas no maxilar da plataforma ossificada. Pilhas estriadas de areia castanho-dourada amontoavam-se de encontro às pirâmides e às capelas. A areia estava linda, brilhando ao pôr Sol, as enormes dunas escavadas nós cantos, como acontece à neve ao ser levada pelo vento e a imobilizar-se em formas improváveis em posições e suspensões esculpidas.

Viagem por África de Paul Theroux (págs 111 e 112 )

os adágios perdidos

Toda a gente conhece este adágio:

Sol e chuva casamento da viúva.

Mas o que pretendo hoje é revelar em primeiro mão, depois de imensa pesquisa, os seguintes adágios até hoje perdidos e desconhecidos.

  • Sol e nevoeiro casamento o ano inteiro.
  • Sol e trovoada casamento da enjoada.
  • Sol e vento casamento como experimento.
  • Sol com um chuveiro casamento do paneleiro.
  • Sol e granizo casamento sem siso.

O que é importante reter de todos os adágios é que perante o paradoxo do sol acompanhado por outro fenómeno meteorológico é exigido um adágio absurdo.

Verdadeiras pérolas de sabedoria popular.

sombria

Era uma casa tão sombria, mas tão, tão sombria que quando os raios do sol a decidiam acariciar já era noite.

a minha careca

Isto não é a minha careca. É a clareira dos meus pensamentos que adora ser banhada pela luz solar.

Foto da responsabilidade da Margarida.

sem óculos de sol

Mais uma das imensas fotos tiradas na Quinta de Gatão.
Tenho de regressar a essa linda quinta um destes dias.