Artigos

de lado – 0121

Vocês aí todos lambidos, de peito petulante, andar sibilante, sorriso apalhaçado, discursos sem nexo convençam-me, ofereçam iguarias simpáticas e deliciosas. Já estou preparado. Até ando abraçado a uma cesta.

from the perverse mind of paulo brito

momentos…

O típico americano não é o exportado pelas séries televisivas Friends ou outras que tais. Será o típico americano um boçal no seu melhor e no seu pior – talvez?

Independentemente disso Trump é o expoente máximo do tosco. Nos EUA ele é o rei dos boçais. O expoente máximo da grossaria com honras televisivas nos noticiários e fonte inesgotável de piadas nos inúmeros talk shows nocturnos.

Ontem numa amostra de quatro foi feita uma sondagem e o resultado foi unânime; não o vemos a perder a reeleição. O caos vai vencer.

E o Obama foi um bom Presidente perguntaram-me. Se olharmos para a sua presidência e retiramos da equação a sua simpatia e educação, a verdade é que com ele pouco mudou nos EUA. Por exemplo “O Muro” de Trump que tanto choca foi reforçado em algumas partes e aumentado noutras pela administração Obama, mas o sorriso dele era fantástico.

E eis quando a mais nova diz — é como nos pinguins de Madagáscar “É só sorrir e acenar, rapazes! sorrir e acenar!”


Outro momento anómalo neste meu porta VIII.

a caravana de morris & goscinny

Histórias que valem sempre a pena reler – sorrisos garantidos.

Tradução de Paula Caetano

cara – 058

Com sorriso e cabelo estimulante.

o caos

A chuva desliza tão lânguida do céu que as gotículas não conseguem perturbar a placidez das poças de água. Estas permanecem impávidas, sem ondulações; alheias ao toque sedutor da chuva. Uma imagem de harmonia que convida à meditação. Como detesto essas tretas salto para uma das poças de água ao melhor estilo Godzilla e é o caos à solta – água por todo o lado. Um sorriso rasga-me o rosto. O caos também é zen.

eu e o sorriso do gato de cheshire

Adorei a foto; principalmente o fundo.

32

32 é o número de dádivas de sangue que dei até ao presente. É um número agradável e que faz criar um sorriso.

knock knock

Knock knock.
Who’s there?
Your smile.

johnny english reborn

Vi este filme a pensar que podia dar algumas gargalhadas.
Dei uma gargalhada, dois sorrisos e um milhão de suspiros.

dedo mineiro

Alguns farrapos avulsos.

Hoje é dia de limpeza para muita boa gente tal é a ferocidade com que escarafuncham nas narinas e pestanejam hipnotizadas para a ponta do dedo mineiro.

Em tom de brincadeira perguntei ao meu filho: “quando eu for novamente criança vais-me limpar o rabinho como fiz quando eras bébé?” A sua resposta em tom de choque foi acutilante: “Ah! Nem penses; que nojo!”
Inicialmente fiquei surpreso, depois assustado, posteriormente um sorriso aflorou os lábios quando uma ideia rompeu as trevas: tenho, assim, uma boa desculpa para ser assistido na segunda infância por uma amorosa (para o sensual) enfermeira de cabelos verdes.