Tag Archive for: vida

07 Dez
07.12.2019 … O problema dos jovens de hoje é não acreditarem nos sonhos. Se os sonhos não têm serventia, então porque dormimos oito horas por dia, trinta anos em noventa de vida? E porque sonhamos tanto?

… Eu não gosto de sonhar, porque os sonhos são ainda mais imprevisíveis do que a vida…

… É o contrário, os sonhos são mapas que nos ajudam a orientar na vida. Aqueles que não sabem ler os sonhos, esses, sim, estão perdidos…
O Terrorista Elegante de José Eduardo Agualusa e Mia Couto (pág. 110)

03 Dez
03.12.2019 Vai-se até ao fim do mundo para se começar uma vida nova, pensa-se que se conseguiu e o passado acaba por nos invadir o presente, como um fugitivo disfarçado que é detetado por um velho inimigo. Fora feliz no seu anonimato, quando não passava de um homem branco no meio do mato. Agora, sentia-se nu.
Assim for Rimbaud em Harar.
Viagem Por África de Paul Theroux (pág. 144)

e então vai entender de claudio magris

16 Out
16.10.2019

Neste monólogo narrativo sobre um amor total e falhado, uma mulher fala-nos a partir de uma obscuridade misteriosa – a partir da morte? – e revela-nos num tom terno e impiedoso, que contém toda a grandeza e mesquinhez da vida e da morte, as alegrias e misérias da paixão – e do homem que ela ama, mas renuncia seguir de volta à vida. Em E Então Vai Entender, Claudio Magris movesse entre a experiência pessoal e o mito; entre a vontade de fuga e a intensidade da permanência, entre a ligeireza e a tragédia.

Quetzal Editores

Excelente narrativa.

05 Ago
05.08.2019 Em que é que estava a pensar, naquele momento?
Nos seus segredos e em todas as esperanças e medos, no lugar que ocupava no amor: a minha mãe era uma mulher complicada, embora na altura eu tivesse a impressão de que ela era simples e transparente.
O que eu sei sobre nós, sobre o que nos aconteceu, está encerrado nesta imagem: braços abertos, ninguém que ela possa apertar ou agarrar, a única coisa que ela era capaz de fazer, e eu a afastar-me.
A Vida Feliz de Elena Varvello (página 81)

hotel silêncio de auður ava ólafsdóttir

04 Jul
04.07.2019

Jónas Ebeneser está no limiar dos quarenta e nove anos. É um homem divorciado, heterossexual, sem relevância social ou vida sexual. E tem a compulsão de consertar tudo o que lhe aparece à frente. Tomou recentemente conhecimento de que não é o pai biológico da sua filha. Isso despedaça-o e fá-lo mergulhar numa crise profunda.
Com grande mestria, num estilo poético e finamente irónico, Ólafsdóttir mostra neste romance a capacidade de autorregeneração de um homem que redescobre um sentido para a vida através da bondade, mesmo que o faça a partir das profundezas do desespero.

Wook

Este livro, Hotel Silêncio de Auður Ava Ólafsdóttir, foi uma deliciosa descoberta. Uma história apaixonante que fala das fraquezas humanas e da nossa capacidade de superação. Um livro sobre a vida e os relacionamentos.

O livro é espectacular e não é a bebida a falar!

21 Jun
21.06.2019 — Fala do Jardim da Morte, bem sei.
— Sim, a Morte. A Morte deve ser tão bela. Repousar debaixo da terra, com as ervas ondeando ao vento sobre o nosso corpo, ouvindo o silêncio em toda a volta. Não ter ontem nem amanhã! Esquecer o tempo, perdoar a vida, estar em paz! Talvez possa auxiliar-me, abrir-me as portas da Morte, porque o Amor vive em si, Miss Otis, e o Amor é mais forte do que a Morte.
O Fantasma de Canterville e Outras Histórias por Oscar Wilde (página 44)

um coração simples de gustave flaubert

17 Jun
17.06.2019

Um excelente conto, Un cœur simple, do autor de três excelentes obras que tive o prazer de ler: Madame Bovary, Salambô e A Educação Sentimental. Um Coração Simples foi publicado em 1877 no livro Trois Contes em conjunto com “La Légende de Saint Julien l’Hospitalier” e “Hérodias” .

“Um Coração Simples” de Gustave Flaubert espelha minuciosamente a vida monótona e sem amor de uma criada pobre e sem instrução. Flaubert neste poderoso conto elabora um estudo doloroso das limitações humanas e da solidão que elas criam.

Em “Um Coração Simples” Flaubert deixa espaço suficiente para permitir interpretações diferentes. Mas seja qual for a interpretação a conclusão é única: “Um Coração Simples” é uma obra de arte profundamente comovente e extremamente bela.

20 Mai
20.05.2019 Ali parado sob a chuva miudinha (…), ocorreu-lhe que as crianças eram melhores em quase a morrer, e também eram melhores em incorporar o inexplicável nas suas vidas. Acreditavam implicitamente no mundo invisível.
A Coisa por Stephen King (página 584)

06 Mai
06.05.2019 Meteu a mudança e arrancou, sentido mais uma vez que tinha sido fácil deslizar por uma fenda inesperada daquilo que considerava uma vida sólida; como seria fácil seguir para o lado negro, velejar do azul em direção ao negro.
A Coisa por Stephen King (pág. 86)

28 Fev
28.02.2019 Fran está em desespero, mas não consegue evitar o interessezinho pelo que se passa e pela maneira como lhe é contado. Faz parte dela e ela faz parte daquilo. A sua vida foi cheia de fracasso, de derrota e de trivialidade, de pequenas preocupações, e por vezes teme que esteja a terminar tristemente. Começa a faltar-lhe a coragem, começa a faltar-lhe a energia. Viveu por procuração, nas pequenas preocupações dos outros.
Sobe a Maré Negra por Margaret Drabble (página 350)
© 1999.2019 porta VIII. todos os direitos reservados. alimentado pelo wordpress | alojamento por oitava esfera
beam me up, scotty!