Artigos

dá-lhe gás!

Mais um álbum ZITS. Jeremy está de regresso, desta vez com a carta de condução! Liberdade ou pesadelo? Como sempre, depende do ponto de vista…

Leitura delirante. Desenhos cada vez melhores.

editor: Gradiva Publicações // isbn: 9789896164560

1:08

1º bitoque
Ontem à noite abri a porta do armário para me refastelar com uma taça de Kellogg’s All-Bran quando vi uma bolacha fora da embalagem. Órfã. Desaconchegada. Despida. Tive um momento de rara fraqueza e absorvi-a pondo fim à sua solidão. Reconheço que fui um fraco. Como o são aqueles fumadores que levam o cigarro até às suas últimas consequências. Mas em oito miseráveis lindos dias foi o único deslize. Perdoei-me logo ali e penitencio-me ainda agora disso.

2º bitoque
Acordei com sono e cansado. Deve ter sido do sonho. Sonhei que estava escondido num esconderijo subterrâneo, alvo de ataque por sei lá o quê ou quem. Senti a ameaça, mas nunca a vi. A merda do esconderijo não era nada bom, porque fui descoberto. E tive de fugir, juntamente com duas coisas boas, acho que eram boas, porque se não o fossem eu não fugia e lutava logo ali. Fugi para evitar danos colaterais, acho eu. E tive de fugir por um túnel escuro e apertado. E isso incomodou-me, porque fiquei em estado quase de acordado? e recriei o túnel colocando uma janela para o iluminar disfarçada com almofadas para a luz não me acordar. Nunca cheguei a entrar no túnel. Quando dou por mim estou a navegar num rio à procura das coisas boas e acordo com sono e nervoso. Com uma ligeiro incómodo na barriga característica única de nervosidade ou…

3º bitoque
Releio sempre um Zits na cama para relaxar.
Ontem a escolha, sempre, aleatória foi “Amuado, Aluado, Tatuado”. E enquanto lia as tiras das aventuras de Jeremy Duncan vinha-me ao pensamento os comportamentos do meu filho pré-adolescente. Que me fode a cabeça dia-sim-dia-sim. É um senhor. Um mestre na arte de me irritar. E ainda está na pré. quando estiver na adolescência como será? Terei em casa um “Zitsiano” ou algo pior. E azar dos azares não sei onde meti o livro de instruções do meu filho.

4º bitoque
Ontem, apesar de tudo, a minha casa esteve mais calma do que o habitual. Pude jogar um bocadinho de wow. Fiz umas quests em Icecrow. Outras em Scholar Basin. E como obtive um, aparentemente, melhor por staff causa do hit, quis melhorar a skill e fui deixar o hunter a bater no primeiro boss de Shadow Lab. Mas sem chave para entrar dei um salto a Sethekk Halls, matei o Talon King Ikiss. Fiquei, assim, com esse achivement e com o The Keymaster.

Eram para ser 8 bitoques. Fico-me pelos quatro.

turma da mônica

cascão (i)

Vou pegando às dúzias de cada vez nos mais de trezentos livros da Turma da Mônica que tenho espalhados pela casa, pelo escritório e dedico-me a relê-los. São o meu sonífero. Não estou a trair o meu Zits. Apenas são a sobremesa, porque o prato principal é sempre outro.

Estava a finalizar a leitura de mais um livro do Cascão, mais precisamente o número 239, editado pela Editora Globo em Março de 1996, quando deparo no último quadradinho com a origem do Cascão. Não pude deixar de sorrir e, claro, colocar aqui para recordação este momento.

Ao pesquisar sobre as aventuras actuais da Turma da Mônica sou levado ao portal oficial e a uma revista diferente. a Turma da Mônica Jovem. Agora os nossos heróis cresceram e são adolescentes. A revista é em estilo manga, a preto-e-branco.
Houve algumas alterações nas personagens.
É de destacar duas mudanças importantes: o Cebolinha, ou Cebola como prefere ser chamado, já não troca os “erres” pelos “eles” e o Cascão, apesar de não gostar muito, já toma banho.

(i): vinheta da revista Cascão n.º 239, Editorial Globo, 1986

hector vs paxo

Sempre que me aconchego nos lençóis com a infeliz ideia de relaxar para adormecer levo para a cama um qualquer zits.
E sempre que os folheio e verto os meus olhos pela personagem Hector penso o quanto o cromo é parecido com sir paxo.
E digo-me, sempre, tenho de registar isto um dia em qualquer lado…

Aqui está o registo.
Hector é parecido com sir paxo. E para mim tem a ver com o risco ao meio.

zits, livro 1

Zits is a comic strip written by Jerry Scott and illustrated by Jim Borgman following the life of Jeremy Duncan, a fifteen-year old high school freshman. The comic debuted in July 1997 in over 200 newspapers and has since become popular worldwide and received multiple awards. As of 2007, it continues to be syndicated by King Features.The strip is set in suburbia and centers on Jeremy as he tries to balance life while hanging out with his friends, developing an awkward relationship with his on-and-off girlfriend, struggling through school projects, practicing to become a rock god, and tolerating his embarrassing parents. The strip features a variety of core characters that surround Jeremy and supplement his adolescent character.

from # wikipedia #

Adoro as tiras cómicas de Zits que vieram ocupar o vazio deixado por Calvin & Hobbes.

Este post serve para passear pelos livros e escrever alguns apontamentos.

Livro 01 – Zits (Edição Gradiva em 2001 – ISBN 972-662-780-X )

01.01. na pág. 9 é revelado um poster que, posteriormente, vamos descobrir ser a banda de eleição de Jeremy.

gingivits

01.02. na pág. 11 e ficamos a saber que o seu irmão é “1 milhão de vezes mais esperto“. Um aluno brilhante.. Bué de conhecido. Nas primeiras imagens apenas temos uma ideia do seu aspecto. Alto. Elegante. Perfeito. E na sua visita a casa pelo Natal temos mais uma “breve” visão do Chad.

chad

01.03. A primeira tira (pág. 10) sobre as aventuras do “tratador de roupa“.

o tratador da roupa

01.04. Na pág. 14 Sara entra em contacto com Jeremy pela primeira vez.

sara, 1º contacto

01.05. Descobrimos a paixão de Jeremy por Sara (pág. 18)

a paixão

01.06. A aquisição da carrinha. (pág. 127)

a carrinha

Copyright by Jerry Scott & Jim Borgman

lucas 1:35

And the angel answered and said unto Mary, The Holy Ghost shall come upon thee, and the power of the Highest shall overshadow thee: therefore also that holy thing which shall be born of thee shall be called the Son of God.

– Luke 1:35

Nunca absorvi a ideia de Maria poder engravidar sem sexo e como diz Zits “Os adultos são mesmo esquisitos. Gostam de acabar com o que dá gozo.” E o sexo é um gozo. Gozo pelo sexo e o gozo do sexo.
Compreendi, mais tarde, que Deus fez a primeira inseminação artificial.

A história não seria mais graciosa ter sido José o portador da semente e que num momento de suada explosão divina engravidasse Maria.

cedo pois…

Gosto de me deitar cedo.
Geralmente após terem passado as primeiras duas horas de um novo dia lá salto para a cama com um Zits escolhido aleatoriamente a servir de soní­fero.